Lisboa E-Nova - Agência Municipal de Energia-Ambiente de Lisboa

Iniciar Sessão
Português (pt-PT)English (United Kingdom)
Home » ESCOLA + EFICIENTE - EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DA ESCOLA À COMUNIDADE

ESCOLA + EFICIENTE - EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DA ESCOLA À COMUNIDADE

EscolaMaisEficiente

A Lisboa E-Nova está a promover o Projeto “ESCOLA+ Eficiente - Eficiência Energética da Escola à comunidade”, financiado pela ERSE no âmbito do PPEC 2017-2018 e com o apoio dos Municípios de Lisboa, Amadora e Sintra. Após os bons resultados atingidos no Projeto Escola+  (http://www.lisboaenova.org/escolamais/)  (PPEC 2013-2014), implementado em 20 escolas no Concelho de Lisboa, pretende-se com o Projeto “Escola + Eficiente” alargar o seu espectro de atuação, integrando também os Municípios da Amadora e Sintra e atuando assim em 21 escolas (7 por Município). Pretende-se ainda nesta edição envolver a comunidade, promovendo poupanças em edifícios de serviços de pequena dimensão.

Neste âmbito, pretende-se explorar, de uma forma colaborativa e dinâmica, a temática da eficiência energética em contexto escolar, envolvendo ativamente os participantes através de um conjunto de formas criativas:
1)    Promoção de uma competição inter-escolar no ano letivo 2017-2018;
2)    Formação e sensibilização de toda a comunidade escolar (alunos, professores, encarregados de educação e funcionários da escola);
3)     Monitorização, em contínuo, durante um ano letivo, dos consumos de eletricidade das escolas envolvidas.
Com vista a apoiar estes objetivos, serão utilizadas em cada uma das escolas as seguintes ferramentas tecnológicas:
•   Plataforma ENEREscolas, aplicação interativa multimédia que funciona como interface para aceder e explorar um sistema de monitorização por telecontagem de eletricidade instalado na escola em dois circuitos de consumo elétrico, bem como variáveis ambientais interiores (temperatura, humidade relativa e teor de CO2), com jogos, vídeos, curiosidades, e informações sobre energia, através da qual os alunos podem acompanhar as repercussões das suas ações de poupança. As escolas poderão usufruir da licença de utilização destas plataformas durante 2 anos (2017 a 2019).
•    Aplicação da metodologia Gestor Remoto, que consiste na análise sistemática dos perfis de consumo elétrico através de uma plataforma informática desenvolvida para tratamento desta informação, produzindo-se relatórios com recomendações de implementação de medidas com impacto na factura eléctrica, orientada para os professores e funcionários.
1)    Sistema Display com várias componentes ao dispor de cada escola, cujos equipamentos instalados ficarão a pertencer à mesma após o final do Projeto:
•    Um computador portátil, essencial para exploração da Plataforma ENEREscolas e visualização de conteúdos multimédia nas sessões formativas em sala de aula;
•    Um ecrã LCD, que permitirá aos alunos, professores, funcionários e às pessoas que se deslocam até à escola, visualizarem os consumos da escola e outras informações sobre a situação na competição e/ou desafios. Deverá ser instalado num local com boa visibilidade e livre acesso;
•    Uma app móvel para visualização dos consumos em smartphones (dirigido a professores, agentes educativos, encarregados de educação, agentes do Município e ao público em geral que se desloque até à escola), compatível com telemóveis Android e iOs.

A participação pressupõe um acompanhamento contínuo por parte dos promotores da iniciativa, nomeadamente através da realização de:
-Sessões de formação interativa (mensal) a todos os alunos das escolas envolvidas;
-Ações de formação ministradas aos professores;
-Organização de colóquios colaborativos em escolas sobre a temática da Eficiência Energética.

Os resultados da competição serão apurados em função de duas componentes:
a)    A poupança elétrica atingida, por comparação dos consumos elétricos do ano letivo 2017-2018, por aluno, face ao ano letivo anterior. Como tal, as escolas que apresentarem variações significativas dos consumos elétricos mensais resultantes de alterações do funcionamento da escola, que não resultem de medidas ou investimentos em eficiência energética, poderão ser excluídas. São exemplos destas alterações: ações infraestruturantes na escola, suspensão de certos serviços prestados aos alunos (p. ex. cantina), alteração no sistema de climatização (p. ex.: substituição de equipamentos elétricos por aquecimento a gás).
b) A execução de 4 Desafios a desenvolver ao longo do ano letivo: 1º) Desenvolvimento de uma planta ou maquete 2D ou 3D de uma «Escola Eficiente»; 2º) Trabalho realizado em casa com encarregados de educação, devendo responder à questão: “Como poupei eletricidade em casa, durante as férias de Natal?” 3º) Lista de medidas de eficiência energética na escola e 4º) Reportagem do trabalho desenvolvido na escola, ao longo do ano letivo, no sentido de reduzir os consumos elétricos.
Serão selecionadas 7 escolas de cada Município para participar (públicas, privadas, IPSS ou sob a tutela do Ministério do Trabalho, Solidariedade, e Segurança Social). Estas terão de cumprir os seguintes requisitos: pertencer aos Concelhos de Lisboa, Amadora ou Sintra; não terem participado anteriormente no Projeto Escola + (2014-2015) e ter acesso (estável) wireless à Internet na escola. Será dada preferência às escolas que tenham um contador de telecontagem da EDP Distribuição.
As 3 escolas vencedoras (uma por Município) receberão, adicionalmente, kits pedagógicos e científicos contendo equipamentos com o intuito de explorar a temática da energia. Mas não há melhor prémio que a participação!

Pretende-se ainda neste Projeto integrar uma componente de envolvimento da Comunidade, promovendo poupanças e aplicando a metodologia Gestor Remoto em edifícios de serviços de pequena dimensão sem fins lucrativos, existentes nas áreas das escolas participantes. O envolvimento das Juntas de Freguesia respetivas é também de sinalizar, sendo seleccionado 1 Equipamento por cada Junta de Freguesia envolvida (num número máximo de 21).

 

Programa: PPEC - Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica
Valor total do projeto: 287.000 €
Financiamento Lisboa E-Nova: 10.000 €
Início: 1 janeiro de 2017
Duração: 24 meses

 

A participação das escolas é gratuita.

Para quaisquer dúvidas, contactar Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
Regulamento:PDF

 

Promotor do Projecto:                        Apoio Financeiro:

Len                ERSE 1

Outros Apoios:

CML 2012 peq hor2  Cm AmadoraCMSintra

Iniciar Sessão