Lisboa E-Nova - Agência Municipal de Energia-Ambiente de Lisboa

Iniciar Sessão
Português (pt-PT)English (United Kingdom)
Home » Projetos » Uso Eficiente da Água » Gestor Remoto - Água

GESTOR REMOTO - ÁGUA

O Gestor Remoto é um projeto orientado para a redução da fatura de água da Câmara Municipal de Lisboa, que pode ser alargada a qualquer outra autarquia ou entidade.

A Lisboa E-Nova iniciou em 2015 um projeto que tem por objetivo o aumento do uso eficiente de água em contratos de abastecimento da Câmara Municipal de Lisboa.

A metodologia teve como ponto de partida o tratamento dos consumos mensais de água de todos os contadores da CML desde 2006, tendo sido construída uma base de dados com capacidades de representação gráfica e caracterização dos consumos. Este importante volume de informação permitiu identificar um grande potencial de poupança através da aplicação da metodologia Gestor Remoto.

Em resultado, iniciou-se um trabalho conjunto da Lisboa E-Nova com a CML, com vista à redução através do aumento da eficiência do consumo de água, formando-se um grupo de trabalho para análise dos maiores consumidores da CML, com reuniões mensais convocadas pelo Diretor do Departamento de Espaços Verdes.

Para esta análise foi adotada umametodologia desenvolvida pela Lisboa E-Nova, representada na seguinte figura, a qual tem por base uma análise histórica dos consumos, que permite avaliar a evolução dos mesmos, identificar situações de consumo anormal de água e elaborar relatórios de diagnóstico. Suportado por uma visita técnica, orelatório de diagnóstico inclui a proposta de medidas de eficiência que, uma vez aprovadas, têm uma implementação acompanhada. Estas medidas são, preferencialmente, medidas de grande retorno com baixo custo de implementação (quick wins), nomeadamente a deteção e reparação de fugas, controlo automático de níveis de lagos, evolução de rega manual para controladores de rega automática, etc.

gestor remoto agua

Prevê-se alargar em breve estas ações a edifícios, onde a tipologia das medidas a propor será, necessariamente, diferente, assim como, vir a utilizar tecnologias de smart cities.

Iniciar Sessão