Lisboa E-Nova - Agência Municipal de Energia-Ambiente de Lisboa

Iniciar Sessão
Português (pt-PT)English (United Kingdom)
Home » Projetos » Mobilidade Sustentável » SUMOBIS - Sustainable Mobility Services

SUMOBIS - Sustainable Mobility Services (Projeto Concluído)

  

http://www.sumobis.eu/

A congestão dos centros urbanos dentro do espaço SUDOE (sudoeste europeu) surge como uma problemática de grande dimensão nos objectivos actuais do desenvolvimento urbano sustentável, uma vez que as condições de circulação nestes centros são o vector que levam a problemas ambientais graves (poluição sonora e atmosférica), bem como de degradação da produtividade do tecido económico local.

 

O espaço SUDOE tem a característica de conter no seu território cidades com problemáticas comuns em termos de mobilidade. Assim, o projecto SUMOBIS inscreveu-se numa lógica de reflexão comum das cidades parceiras (Toulouse, Burgos, Oviedo, Ponferrada, Huelva, Lisboa), tendo em vista aproveitar semelhanças e eventuais diferenças nas experiências conduzidas pelas diferentes cidades e a possível transferibilidade dos resultados. 

A redução do número de automóveis na cidade, a limitação da sua hegemonia e o desenvolvimento de modos de transporte alternativos irão privilegiar as deslocações das pessoas por um leque de modos mais suaves e respeitadores do ambiente urbano.

 

O desenvolvimento de modos de transporte alternativos ao automóvel individual não constitui, por si só, uma solução única ao problema. Este deverá ser integrado num processo de evolução dos comportamentos que considere a necessidade de se promover uma mobilidade sustentável, que contará com um desenvolvimento de novos serviços para a mobilidade e uma maior sensibilização.

Os parceiros do projecto SUMOBIS comprometeram-se trabalhar nestes dois grandes pontos, através do desenvolvimento de agências de mobilidade, que constituirão o centro nevrálgico das cidades parceiras, com o objectivo de tornar mais sustentável a mobilidade dos seus habitantes.

Estas agências terão a função de sensibilizar e informar o cidadão para modos mais sustentáveis de transporte, como: bicicleta, carpooling, carsharing, planos de mobilidade empresarial ou transporte público. 

Embora em Lisboa não estivesse previsto, naquela altura, a criação de tal agência, as iniciativas desenvolvidas neste âmbito e as demais postas em prática nas cidades parceiras foram alvo de comparação e procurou-se a divulgação de boas práticas através de acções de comunicação (Conferências, Pontos De Encontro, Semana Europeia da Mobilidade e outros eventos), bem como através da publicação de um guia que apresenta a metodologia de criação de uma agência na cidade de Lisboa.

No dia 3 de Fevereiro de 2010, no âmbito deste projecto, a Lisboa E-Nova organizou na FIL uma Conferência sobre "A Mobilidade Sustentável na Cidade", que contou com uma grande afluência. Adicionalmente, no dia 4 de Fevereiro de 2010 foi organizada uma sessão do Ponto de Encontro sobre "Cinco anos de um nova política de Mobilidade Sustentável em Burgos: lições retiradas e resultados obtidos ", que contou com o orador  José María Diez (Associación Plan Estratégico Ciudad de Burgos do Município de Burgos, Espanha) e foi convidado a moderar a sessão o Tiago Farias (especialista em mobilidade).

 

 

Presidente do Conselho de Administração da Lisboa E-Nova a moderar a mesa redonda na Conferência

No dia 17 de Setembro, a Lisboa E-Nova participou na Semana Europeia da Mobilidade 2010, através da distribuição de coletes reflectores e lanternas LED para as bicicletas, a estudantes da Escola Secundária José Gomes Ferreira, em Benfica. Estes acessórios, utilizados como meio de prevenção dos ciclistas.


Esta iniciativa foi organizada pela Câmara Municipal de Lisboa, em colaboração com a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta no âmbito de uma acção de formação e prevenção rodoviária, onde foram explicados aos estudantes como e porquê andar de bicicleta em Lisboa.

O Projecto SUMOBIS estava integrado no programa de cooperação territorial do espaço Sudoeste europeu (SUDOE), que apoia o desenvolvimento regional através do co-financiamento de projectos transnacionais por intermédio do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional).

A equipa do Projecto SUMOBIS num workshop em Burgos, após a inauguração da Agência de Mobilidade (Novembro de 2009)


A equipa do Projecto SUMOBIS durante a reunião de coordenação em Huelva (Maio 2010)

Para mais informações sobre o projecto poderá aceder à página do mesmo em www.sumobis.eu, através do facebook ou consultar a seguinte apresentação:

Existem já exemplos de boas práticas na cidade de Lisboa no que respeita à opção pela mobilidade sustentável.  Embora umas sejam da responsabilidade da Câmara Municipal de Lisboa e da Lisboa E-Nova, outras fazem parte de iniciativas de empresas associadas da Lisboa E-Nova que acompanharam o projecto SUMOBIS com especial atenção.

Início do Projecto: Julho de 2009

Parceiros:

Tisséo-SMTC (França)

Município de Burgos (Espanha)

Asociación Plan Estratégico Ciudad de Burgos (Espanha)

Município de Oviedo (Espanha)

Município de Ponferrada (Espanha)

Município de Huelva (Espanha)

 

Documentos importantes desenvolvidos ao longo do Projecto:

Guia Técnico para a Criação de uma Agência de Mobilidade em Lisboa             

 

Acções de Comunicação do Projecto:

Organizadas pela Lisboa E-Nova

05/07/2011
WORKSHOP
TEMA DO WORKSHOP "Serviços Inovadores e Integradores para a Mobilidade Urbana"

04/02/2010
PONTO DE ENCONTRO
TEMA DA APRESENTAÇÃO "Cinco Anos de uma Nova Política de Mobilidade Sustentável  em Burgos: lições retiradas e resultados obtidos."
Orador: José Maria Diez



03/02/2010
CONFERÊNCIA
TEMA DA CONFERÊNCIA" A Mobilidade Sustentável na Cidade"

Notícias sobre o Projecto:

Newsletter Agosto 2011

Newsletter Janeiro 2011

Newsletter Junho 2010

Links Úteis:

Planos de Mobilidade Empresarial

Carsharing

Carpooling

Bicicleta e ciclovia NOVIDADE

Transporte público

The sole responsibility for the content of this [webpage, publication etc.] lies with the authors. It does not necessarily reflect the opinion of the European Communities. The European Commission is not responsible for any use that may be made of the information contained therein.

Iniciar Sessão